Os cadernos de registro voltaram ou então…. a volta dos diários.

Quem não se lembra de ter feito um diário na época da escola – principalmente as meninas. Fazíamos diários onde escrevíamos de tudo: desde as nossas lembranças até conflitos e colávamos fotos, papéis de chocolate ou deixávamos que amigos escrevessem ou desenhassem nas páginas. Mas como tudo na vida se moderniza, no mundo adulto as coisas são bem diferente: agora em nossa vida apressada, temos a necessidade de fazer registros mais complexos sobre coisas de trabalho, viagens, vida doméstica e pessoal.

Este tipo de registro voltou a aparecer como um ato de vida organizada e agora atendem pelo nome de "Comum Place Books". Por definição, são cadernos de registros de todos os tipos mas de forma cronológica. Os modelos mais populares são os molesquines que cabem bem em qualquer bolsa e não são mais cheios de florzinhas e "fru-frus". Você pode usar a sua imaginação, escrever com canetas c oloridas ou usar canetas marca-texto para iluminar o que foi feito ou não. Há pessoas que anotam desde frases de ensinamentos até grandes projetos e compromissos. Então ele é uma mistura de tudo isso que disse mais agenda.

O mundo tecnológico acompanha as novas tendências. Destaco aqui dois apps para se fazer um diário no estilo "Comum Place Book" gratuitos e bem interessantes. Se você gosta da ideia, vale a pena tentar.

O Journey foi eleito um dos melhores de 2017 pelos editores do Google Play Store mas ele também está disponível para as plataformas IOS, Mac OS, Windows e Web.

Com ele é possível criar este jornal com temas variados e ainda anexar fotos e vídeos para ilustrar seus registros. Ainda é possível importar entradas do Evernote e, na versão Pro, podemos salvar tudo no Google Drive, PDF ou docx. Também é possível se conectar a outras redes sociais para compartilhar suas entradas nele.

Uma boa sugestão é uá-lo como diário de viagem. Se tirar uma foto de um local, pode colocar suas impressões e depois ver no mapa que ele apresenta.

Link: https://2appstudio.com/journey/

Já o Diaro faz o mesmo mas se conecta ao Dropbox e está disponível gratuitamente para IOS, Android e Wed. Ele pode ser usado como diário de bordo, de dieta ou de qualquer outro assunto que desejar. Na versão paga também é possível pedir para ele ser convertido em PDF.

Link: https://diaroapp.com/

Anúncios

NV#2: Acessibilidade para sites, apps e outros recursos.

No segundo episódio do Navegador Virtual, vamos falar sobre um assunto que poucos sites e blogs especializados em tecnologia comentam: Acessibilidade em sites e aplicativos. Vamos explicar como é possível para os deficientes acessar as informações de um site e usar o celular para interagir e consumir produtos e serviços.

Ouça em: https://m.soundcloud.com/observatorio-virtual/nv2-acessibilidade-mp3

Volta às aulas com tecnologia.

Agora que as aulas começaram em definitivo, é preciso organizar a vida escolar e nada como fazer isso com a ajuda de aplicativos interessantes. Hoje, posto alguns que podem ser muito úteis.

Agenda do Estudante: A antiga agenda do estudante de papel agora em versão app. Com ela é possível cadastrar todas as disciplinas e horários para criar uma grade escolar. Adicione datas de trabalhos e provas com direito a lembretes e muito mais.

O interessante é que ainda dá pra cadastrar eventos relacionados com a vida acadêmica como grupos de estudos, seminários, congressos, encontros etc e enviar suas fotos.

O aplicativo é pago mas, com todas estas funcionalidades, vale a pena investir R@3,28.

Disponível para Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.oalves.agenda_do_estudante_pro&hl=pt_BR

Calendário Histórico: Baseado no "Hoje na História" da Wikipédia, é um app com muitas informações relevantes sobre os principais personagens da História, acontecimentos e invenções.

Disponível para Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.alexandrucene.dayhistory&hl=pt_BR

ClassTime table: Alternativa para IOS para a Agenda do Estudante. O app é bonito e bem colorido e organizado com grades de matérias, compromissos e muito mais.

Gratuito para IOS: https://itunes.apple.com/br/app/class-timetable/id425121147?mt=8

Todo da Microsoft: Se você prefere apenas organizar sua vida escolar como lista de tarefas, este é um bom app. o Todo é um gerador de tarefas para todas as atividades seja para o trabalho, vida pessoal ou escolar. Pode organizar tudo por pastas e ainda inserir lembretes e tarefas recorrentes. Sincronização da web com demais dispositivos.

Gratuito para Android e IOS: https://todo.microsoft.com/

Espero que tenham curtido.

Bons estudos!

Atenciosamente

Milene Cristina Orifisi
Tels +551150835066/
Cel+5511992833326 (Vivo)/ +5511964491847 (Tim)
+ contatos – http://about.me/micris2

O podcast Navegador Virtual está no ar!

O blog Observatório Virtual agora tem um podcast: o Navegador Virtual. Este pretende ser uma extensão do blog fazendo uma reflexão sobre cultura, tecnologia e entretenimento.

No primeiro episódio, Milene ?Cristina fala sobre a rede social Vero que foi aberta no dia 01 de março de 2018 com o intuito de ser um concorrente direto do Facebook. Seu maior trunfo é a privacidade pois ela será no futuro uma rede social por assinatura para um grupo seleto de pessoas que fogem de anúncios e dos algorítimos das redes. A discussão fica por conta do paralelo entre a sociedade líquida e o uso das redes sociais e sua privacidade.

Na sequência, Milene deixa uma questão: Será que os apps vão acabar de vez com os websites? Na reflexão você acompanha a trajetória da web até os apps e o inusitado mundo das lojas virtuais que oferecem de tudo. Ainda há a questão do efeito “Aqui e Agora” e o surgimento da Economia Compartilhada.

Curtam bastante o link a seguir e até o próximo número.

https://m.soundcloud.com/observatorio-virtual/nv-1-m4a

Aplicativos para ler livros com acessibilidade.

screenshot do Voice Dream.

Uma das coisas que sinto falta nos blogs e sites de tecnologia é o quesito acessibilidade. Há muitos bons sites que eu inclusive consulto para fazer meus posts ou até mesmo me informar sobre novidades e aplicativos mas quase nenhum fala muito sobre este assunto. Isto porque os recursos de acessibilidades ainda são muito precários no Brasil, fora o desconhecimento das pessoas. Só quem tem um amigo ou familiar com deficiência ou ele mesmo o é, sabe destes recursos pois precisam muito deles para sua independência nas tarefas diárias. Então, a informação fica restrita a blogs e sites deste segmento, o que é uma pena. Para não dizer que não há sites comuns que falam de apps para acessibilidade, cito o @Tecnoblog e o @Tecmundo que, volta e meia apresentam postagens e matérias com estas novidades..

Mas vamos ao assunto proposto. Em primeiro lugar, precisamos definir o que é acessibilidade. Segundo a Wikipédia: "Acessibilidade consiste na possibilidade de acesso a um lugar ou conjunto de lugares. Significa, não apenas, permitir que pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida participem de atividades que incluem o uso de produtos, serviços e informação, mas também, a inclusão e extensão do uso dessas facilidades."

Na vida prática, isto significa também que as pessoas com deficiência possam fazer tudo ou quase tudo o que precisam com ajuda de Tecnologias Assistivas. Tais tecnologias não se inserem apenas no âmbito de aplicativos ou produtos eletrônicos mas também a materiais que o auxiliem em sua locomoção como bengalas, andadores, muletas ou cadeiras de rodas.

Segundo a nova Lei Brasileira de Inclusão, todas as empresas que possuem sites são obrigadas a proporcionar acessibilidade em suas plataformas (incluindo os apps). O problema é que isto não está sendo obedecido e muito menos bem fiscalizado. Para se fazer uma boa acessibilidade, os desenvolvedores precisam fazer aprogramação seguindo as normas internacionais da W3c. Um bom exemplo de acessibilidade é a inserção de legendas "pra cego ver" em imagens com a descrição destas, além de etiquetas em botões e campos editáveis para serem ouvidas com os leitores de telas para computador e dispositivos móveis.

Na postagem de hoje, apresento dois exemplos de aplicativos para ler livros com a ajuda dos leitores de telas Talkback (Android) e Voice Over (IOS). Estes apps atendem as pessoas com deficiência visual total ou baixa visão pois a fonte pode ser alterada em ambos, caso a pessoa não precise do recurso de áudio.

@Voice: Isto mesmo "arroba voice".

O primeiro possui controles para alterar a voz da leitura, velocidade e volume. O app ainda tem extensões para importar arquivos do Google Drivee e Dropbox, além de ler documentos importados da sua biblioteca, PDF e páginas da web para que somente o texto seja lido descartando os anúnciios. Pode-ser usada a versão gratuita sem problemas mas se desejar não ver mais anúncio e ter mais recursos, pode pagar R$16,00 pela versão PRO.

Ainda é possível marcar sentenças, copiar e traduzir textos. Você pode escolher vozes já instaladas em seu dispositivo ou baixar e comprar outras.

Disponível para Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.hyperionics.avar&hl=pt_BR

Voice Dream Reader: Este é um concorrente pago que possui muitos recursos semelhantes ao anterior mas dá para marcar capítulos e fazer anotações. Suporta os formatos de documentos com docx, pdf, html, txt, Daisy e epub. Também é possível escolher entre modo somente leitura ou com áudio, alterar para modo noturno e fontes.

Importa arquivos do Dropbox, Drive, One Drive e ICloud. Também exporta e salva seus livros para o Bookshare e Guttemberg.

Disponível para Android e IOS: http://www.voicedream.com/reader/

Aplicativos para exercitar o corpo e a mente.

Segundo uma pesquisa do IBGE, mais da metade da população brasileira está bem acima do peso ou já com diagnóstico de obesidade. Os malefícios a longo prazo para a saúde podem ser notados quando se percebe que muitas pessoas estão diabéticas ou hipertensas.

As medidas para se evitar problemas de saúde crônicos e ter um envelhecimento mais saudáveis devem começar desde cedo com uma boa alimentação e a prática, mesmo que em quantidade mínima de exercícios.

Quando trabalhei em uma Associação para deficientes visuais, me chamou a atenção do número de pessoas acima dos 50 anos que perderam a visão por conta de diabetes. Eu também estou aderindo a uma vida mais saudável já que o stress causado pela correria da vida diária e pela má qualidade das cidades grandes pode acelerar algumas doenças. Para tanto, fiz uma pequena lista de aplicativos que podem ajudar a todos nós e até nos dar estímulos na hora de fazer alguma prática física ou mental.

Vale lembrar que antes de fazer exercícios físicos, um médico deve ser consultado para que você receba as instruções adequadas ao seu organismo. Então, vamos ao que interessa.

SportActive: O primeiro da lista é um app que controla toda sua rotina de exercícios. Não importa se você está começando em com uma simples caminhada no parque ou na esteira ergométrica ou se você é um ciclista ou maratonista profissional, ele traz todo o detalhamento da atividade: basta escolher entre os modos outdoor (ao ar livre) ou indorr (em ambiente fechado). Nas configurações é possível parear o app com um frequencímetro ou smartwatch com contadores de passos. Você ainda pode receber informações sobre calorias perdidas, frequência cardíaca, clima atual e muito mais. O melhor é que ele se conecta a outros serviços como o Google Fit para gerar um histórico de atividades.

Outro ponto interessante é que você pode programar os avisos por voz em minutos já usados.

Gratuito para Android: http://www.sportractive.com/index.php

RunKeeper: Este é bem similar ao anterior mas a diferença básica notada é que você pode conectar com o Facebook e compartilhar seu histórico com os amigos mas não pode ser usado com o Google Fit para isso. Também possui uma gama enorme de exercícios e se conecta a aparelhos como o frequencímetro e outros.

Gratuito para Android e IOS: https://runkeeper.com/index

Google Fit: Como já vinha dizendo, ele serve para gerar histórico advindo de outros apps conectados. Ele é o mais simples de todos da lista pois não possui avisos de voz mas você pode inserir meta de como serão seus exercícios como por exemplo: dizer quanto tempo por dia fará a ativida e quantas vezes por semana. Ele possui uma infinidade de exercícios (até alguns como cadeirante e caminhada com carrinho de bebê).

Gratuito para Android e web: https://www.google.com/fit/

: Agora alguns apss para meditação. Já foi comprovada que a meditação contribui para controlar a pressão arterial bem como na imunidade do organismo, além da diminuição do stress, reequilíbrio e atenção. As práticas guiadas de meditação são como fazer exercícios ou tocar algum instrumentos pois devem ser vistas como um treino diário até que a pessoa consiga fazer a sua própria usando algum sistema de timer, por exemplo. Seguem alguns:

Lojong: O primeiro possui práticas gratuitas e algumas pagas mas as primeiras já suprem muitas de nossas necessidades. Você ainda pode fazer uma lista de timers personalizados para suas práticas, até mesmo com sinos diferentes oferecidos pelo app. Conecte-se com o facebook para ter uma estatística de práticas guiadas feitas por você. Há ainda a aba "Insights" que apresenta vídeos com treinamentos e frases motivacionais.

O nome do app se refere a duas palavras tibetanas: lo= mente e jong= treinamento. O app se intitula como uma "academia da mente".

Gratuito para Android e IOS: http://lojong.com.br/

Medite.se: Oferece muitas práticas guiadas e um timer bem simples..

Gratuito para Android e IOS: http://medite.se/

Insight Timer: O foco é mais para quem já faz há algum tempo esta prática e usa um timer personalizado. O app também oferece algumas práticas guiadas e algumas até dubladas e de boa qualidade.

Gratuito para Android e IOS: https://insighttimer.com/

Se você já pratica meditação e Yoga há algum tempo, também recomendo as playlists dedicadas dos apps Spotify e Dieser. Há também alguns poucos podcasts sobre o assuntos.

Bons exercícios pra você e "Namasté".

Acessibilidade no ônibus: Guia Nacional de viagens em transporte público.

Esta é uma dica de utilidade pública.

Quando se planeja viajar de ônibus, sempre surge dúvidas sobre as adaptações e tarifas a serem cobradas aos deficientes e quais os documentos a serem apresentados. É importante saber previamente quais são os direitos do consumidor neste momento.

A CheckMyBus (ferramenta internacional de busca de ônibus) quer contribuir com o tema Acessibilidade em Transportes Públicos disponibilizando a todos os usuários as informações necessárias e, especialmente, nos ônibus interurbanos ainda sem esquecer as viagens fora do Brasil.

Por isso foi criado um guia com todas as informações sobre acessibilidade em ônibus, tanto no Brasil como em países europeus:

Visite:

http://blog.checkmybus.com.br/noticias/acessibilidade-onibus-guia-viagens-nacionais-internacionais-103/

Como enviar mensagens no Whatsapp sem salvar um contato.

Os leitores que acompanham este blog sabem que não sou muito fã do Whatsapp por muitos motivos como por exemplo: os grupos que trazem muita conversa fiada e também muita mídia que pode ser apagada mas antes disso, fica armazenada no dispositivo. A versão web também precisa que o celular esteja ligado e não possui recursos de acessibilidade. Mas acredito que o que mais incomoda os usuários é o fato que é preciso salvar o contato de uma pessoa para poder falar com ela no mensageiro, mesmo que seja uma vez na vida e outra na morte. Isso faz com que a agenda fique cheia de telefones que depois não lembramos que é . Para resolver este problema, , mostro hoje um app para Android muito comentado nos sites de tecnologia.
O MySelf on Whatsapp é um serviço que propicia ao usuário enviar uma mensagem para qualquer contato sem a necessidade de salvá-lo na agenda. Basta inserir o número do celular, se for do Brasil é preciso colocar antes o 55 Ex: 55119999 9999 e depois clicar em enviar contato.
Para os usuários do IOS ainda não há uma versão mas podem acessar pela web no site:
http://nonobit.com.br/MySelfOnWhatsApp.html
Você pode mandar mensagens para você mesmo para fazer anotações ou listas.

Os apps para identificar músicas continuam e… ainda melhor!

Há alguns anos atrás, quando os apps ainda não dominavam tanto as nossas vidas como hoje, havia serviços de identificação da música que se estava ouvindo em um determinado local, quer seja na balada, festa de amigos ou pela televisão. Eles ficaram muito conhecidos e viraram febre até que os apps de live streaming para ouvir músicas ganhou espaço. Mas se você ainda gosta destes apps que identificam música, saiba que eles ficaram muito melhor fazendo a integração com serviços como Spotify e Rdio. Vou falar de dois deles:

TrackID: O primeiro é muito interessante pois, depois de gravar (deixar o app ouvir um pequeno trecho da música) ele faz uma busca nos servidores da Sony. O resultado, em meus testes sempre voltou com precisão e ainda temos a possibilidade de baixar a música pelo celular ou fazer uma pesquisa desta no Youtube.

Na nova versão, o usuário pode se logar a sua conta do Spotify e assim será criada uma playliste nele chamada Trackid com as músicas pesquisadas.

O app é gratuito e está disponível para AndroidLink: http://www.baixaki.com.br/android/download/trackid.htm

Shazam: Este é bem mais antigo mas apresenta poucas opções em seu servidor para os usuários brasileiros por não identificar muitas canções nacionais. Com as mesmas funções do anterior, podemos conectar agora na nova versão ao serviço Rdio.

Gratuito e disponível para Android e IOS

Link: https://www.shazam.com/pt

Taskary: Lista de tarefas para Gmail.

To-Do Lists for Google Tasks: captura de tela

Em novembro do ano passado, a Google anunciou que o Gmail para web agora tem a ferramenta de criação de lista de tarefas ao estilo GTD (get things done ou em tradução livre, deixe tudo feito), uma nova moda que tomou conta das lojas de aplicativos para Android e IOS.

Como a ferramenta na web não é tão simples assim e, naturalmente as pessoas estão acessando mais apps em smartphones e tablets, surgiu um app que pudesse suprir esta tarefa – o Taskary.

Este app que por enquanto só está disponível para Android sincroniza suas agendas do Google, cria listas de tarefas e as agrupa em uma só tela. Há também a função de transformar seus e-mails em tarefas mas só funciona em uma conta por vez.

O visual é bem simples e intuitivo embora esteja em inglês e há dois temas: diurno e noturno para facilitar a leitura.

A ferramenta que mais chama a atenção é o fato de poder transformar suas chamadas feitas e perdidas como tarefas; assim você não esquece mais de ligar para aquele seu amigo ou dar um retorno para um contato de trabalho em uma data específica. Conta com um conjunto de widgets bem interessante.

O app é pago mas que quer se livrar dos anúncios e ter novas funções, basta pagar R$6,50 .

Baixe gratuitamente: www.taskary.com/